Logotipo - Guia Vale Histórico

GUIA VALE HISTÓRICO

Areias - SP
areias - Guia vale Histórico

Conheçaos pontos turísticos de Areias

Areias foi uma das primeiras regiões do Brasil a cultivar o café, tendo um grande destaque no mercado cafeeiro nacional. A hospitalidade de sua gente vem de longa data, pois Areias já serviu de pouso para Dom Pedro I durante a viagem na qual Proclamaria a Independência do Brasil. Passada a época do café, o maior trunfo de Areias foi saber guardar tudo que tinha de bom: suas construções, sua atmosfera amistosa e agradável e seus cidadãos hospitaleiros. Podemos encontrar também atrativos naturais como: a Represa do Funil e a Serra da Bocaina onde esta localizada geograficamente a Nascente do Rio Paraitinga, que é a principal Nascente do Rio Paraíba do Sul. Na cidade podemos encontrar várias construções antigas, algumas delas que podemos destacar e que vale muito a pena a visita são: Casa da Câmara, Casa da Cultura e Igreja Matriz Senhora SantAna e o hotel que em 1822, serviu de pouso para Dom Pedro I durante a viagem na qual iria proclamar a Independência do Brasil.

Capela da Boa Morte em Areias - Guia Vale Histórico

Capela da Boa Morte

Sua construção é datada dos meados do século XVIII. Foi registrada em desenho por Jean Baptiste Debret .Em 1827 viajando do Rio de Janeiro a São Paulo, Debret documentou as arquiteturas de várias Igrejas e Capelas, numa visão profundamente rural e tropeira da região vale-paraibana.
Capela de Nosso Senhor Morto em Areias Guia Vale Histórico

Capela de Nosso Senhor Morto

Em 1859 o Padre Miguel dos Anjos possuidor de vastas terras em Areias, esculpiu em madeira a imagem de Nosso Senhor Morto, construindo uma capela em sua homenagem. No dia 20 de fevereiro de 1873, o jornal “O Mosquito” relata que cerca de mil pessoas participaram da festa do Senhor Morto, que é comemorada ate hoje no mês de maio.
Casa do artesão em Areias - Guia Vale Histórico

Casa do artesão

Foi construída em 1998 seguindo a mesma arquitetura colonial anterior, para comercializar a produção do artesanato local, bem como peças confeccionadas em bambu, madeira, barbante, palha, barro, couro etc. E variedades de doces, cachaça, entre outros.
Casa da Cultura de Areias - Guia Vale Histórico

Casa da Cultura

Foi construída em 1833 para abrigar a Câmara de Vereadores e a Cadeia Pública, e do ano de 1858 a 1937 abrigou também o Fórum onde trabalhou o escritor José Bento Monteiro Lobato no ano de 1907/1911 como Promotor Público. Hoje abriga a Casa da Cultura onde está exposto um imenso acervo de marcos históricos.
Escola Barão da Bocaína em Areias - Guia Vale Histórico

Escola Barão da Bocaína

Sua construção é de 1863 e pertenceu Gabriel da Silva Leme, sendo herança do Capitão-mor Gabriel Serafim da Silva. Funcionou como hospital, correio e cinema e 1911 foi doado para o estado para o funcionamento de escola.
Igreja Matriz de Sant

Igreja Matriz de Sant'Ana

O início de sua construção é de 1792 e finalizada em 1874, tendo passado por reforma em 1890. Em seu interior tem destaque as imagens da padroeira Senhora Sant’Ana e São Miguel. Seu sino também é de bastante importância, pesando 1.100kg e 1,5m de altura foi doado pelo Major Manoel da Silva Leme em 1863.
Escola Branca de Oliveira Abreu Reis Profa - Areias/SP

Escola Branca de Oliveira Abreu Reis Profa - Areias/SP

Sua construção é de 1825 e nela residiram as famílias Cardoso de Almeida e Altenfelder Silva. Foi doada para sediar a Santa Casa da Misericórdia, e em 1988 passou a sediar a Casa da Cultura. Em 1997 passou definitivamente a funcionar como Escola de Educação Infantil.
Mirante da cidade de Areias - Guia Vale Histórico São Paulo

Mirante

O município de areias por ter vários pontos turísticos no estilo colonial, construiu também no mês de setembro de 2010, o mirante que fica localizado no bairro da santa clara, um dos tópicos mais alto da cidade, lá os turistas podem tirar fotos da vista parcial da cidade e até mesmo fazer uso do local para piqueniques e bate papos.
Velha Figueira de Areias

Velha Figueira de Areias

A Velha Figueira é uma árvore que ficou muito conhecida na região pois sob sua sombra descansavam os tropeiros e transeuntes que circulavam pelo Caminho Novo da Piedade. Embaixo dela também descansou D. Pedro I, em sua viagem rumo à São Paulo em agosto de 1822. Atualmente existe uma placa comemorativa embaixo da Velha Figueira, celebrando a passagem do primeiro Imperador do Brasil pelo local.